Suzano sobe na B3 após aprovação final para se fundir com a Fibria

Esta aprovação era o último passo necessário para a finalização da transação entre as companhias

São Paulo – As ações da Suzano registravam forte valorização na tarde desta quinta-feira. Por volta das 15h40, os papéis registravam alta de 4,63%.

A companhia informou, por meio de fato relevante, que recebeu a aprovação da autoridade de concorrência europeia para se fundir com a Fibria, o último passo necessário para a finalização da transação.

“Dessa forma, todas as condições suspensivas para a consumação da Operação foram verificadas, de modo que Suzano e Fibria procederão com o fechamento da Operação em data a ser divulgada por aviso de acionistas a ser publicado por ambas as companhias”, segundo o comunicado.

Após o anúncio da Suzano, a XP Investimentos manteve a recomendação de compra para as ações da Suzano e revisou o preço-alvo do papel para 62,5 reais por ação. Atualmente, os papéis são negociados na casa dos 38 reais.

Disse ainda, que a ação pode continuar descontada no curto prazo por conta de uma queda nos preços da celulose, mesmo que pequena, assim como por uma preferência entre os investidores locais por nomes mais voltados para o mercado doméstico.

“No entanto, destacamos que as ações negociam a 4,0x EV/ EBITDA e assumindo o preço da celulose de US$ 750/t (patamar atual) para 2019, com o dólar a R$3,85, vemos Fluxo de Caixa Livre de 20%, o que parece extremamente atrativo na nossa visão, com viés de médio-longo prazo.”