Sucesso de bilheteria pode levar ações da Disney estrelarem bom resultado

Depois do lançamento do último filme da franquia "Os Vingadores", JP Morgan recomenda a compra dos papéis do estúdio e eleva preço-alvo

São Paulo – Além de atrair uma multidão de fãs para os cinemas e lucrar mais de US$ 1 bilhão no fim de semana de estreia, o filme “Os Vingadores” chamou a atenção dos analistas do JP Morgan que recomendaram a compra das ações da Disney, que produziu a franquia de super-heróis. Para os especialistas, o resultado impressionante mostra a força do estúdio e indica que 2019 será um bom ano para a companhia.

O JP elevou o preço-alvo do papel de US$ 137 para US$ 150, em um relatório intitulado “Não há ultimato para o sucesso da Disney no curto prazo”. O valor projetado pelo banco é 7% superior ao do fechamento do pregão da última sexta-feira (26). Antes da abertura do mercado nesta segunda-feira (29), a ação chegou a subir 1,8%, entretanto, devolveu parte dos ganhos e, no fim da manhã, oscilava entre uma alta de 0,04% e uma queda de 0,03%. No ano, sobe 27%.

“O negócio continua performando muito bem e terá diversos catalizadores pela frente, o que nos leva a crer que os papéis se manterão acima da média de mercado”, escreve Alexia Quadrani, analista do JP.

Wall Street está otimista com a Disney. De acordo com levantamento da Bloomberg, 14 casas de análises recomendam a compra dos papéis, nove estão neutras e apenas uma indica a venda.