Stone e PagSeguro desabam em NY com anúncio da Rede

Segundo analistas, a Stone é mais impactada pela estratégia da Rede, uma vez que atua principalmente no mercado de PMEs

São Paulo – A decisão da Rede, do banco Itaú Unibanco, em zerar taxa de antecipação de recebíveis de lojas no cartão de crédito à vista não impactou somente as ações da Cielo na B3. A Stone e a PagSeguro, empresas brasileiras listadas nos Estados Unidos, também caíam 22,84% e 10,27%, respectivamente.

Em relatório divulgado, a equipe econômica da XP Investimentos afirmou que a Stone é mais impactada pela estratégia da Rede, uma vez que atua principalmente no mercado de PMEs e tem maior exposição relativa ao pré-pagamento em seus resultados.

A XP disse ainda que iniciativa da Rede, apesar de agressiva, faz parte do processo de corte de preços pelo qual a indústria vem passando nos últimos seis meses. “Continuamos cautelosos com a Cielo e os adquirentes puros em geral, uma vez que os grandes bancos têm espaço significativo para abrir mão de receita nesse segmento a fim de reter e atrair clientes SME para sua base.”

Novatas na Bolsa 

A Stone estreou na bolsa americana em outubro do ano passado. O IPO foi bem sucedido e a empresa terminou o dia sendo avaliado em quase US$ 9 bilhões. Hoje, o valor de mercado é estimado em US$ 7,28 bilhões. A Stone atraiu nomes famosos para o IPO como a Ant Financial, subsidiária da gigante chinesa Alibaba, que aportou US$ 100 milhões na operação; e a Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, que demonstrou interesse em comprar até 14,2 milhões de ações. 

No início do mês, a empresa fez oferta de follow-on (oferta subsequente de ações). Foram ofertadas 19,5 milhões de ações ordinárias classe A para serem vendidas por US$ 40,50. O follow-on foi anunciado após o período de lock-up, que é o prazo no qual os acionistas originais e administradores não podem vender as ações decorrentes do IPO (da sigla em inglês para oferta pública inicial de ações). 

Já a PagSeguro fez um ano na Nyse. Em janeiro de 2018, a PagSeguro levantou 2,3 bilhões de dólares no maior IPO de uma empresa brasileira fora do país. A maior oferta anterior, da varejista online Netshoes, tinha levantado 140 milhões de dólares em abril de 2017.  Hoje, a PagSeguro tem valor de mercado estimado em US$ 8,16 bilhões. No início deste ano, a PagSeguro deu um passo além e conseguiu a concessão do Banco Brasileiro de Negócios.