Sob expectativa de leilão de NTN, dólar abre em queda

Os agentes de câmbio estão de olho no leilão da Cetip de aproximadamente US$ 4 bilhões em títulos em reais atrelados à variação cambial

São Paulo – O dólar abriu em queda no mercado doméstico, cotado a R$ 2,120 (-0,38%) no balcão. Até 9h45 o dólar à vista oscilou de R$ 2,1170 a R$ 2,1220 (-0,28%).

No mercado futuro, no horário acima, o dólar para julho de 2013 recuava a R$ 2,1330 (-0,14%), após começar a sessão a R$ 2,1325 (-0,16%). Esse vencimento oscilou de R$ 2,1290 (-0,33%) a R$ 2,1345 (-0,07%).

Os agentes de câmbio estão de olho no leilão da Cetip de aproximadamente US$ 4 bilhões em títulos em reais atrelados à variação cambial (Notas do Tesouro Nacional – Série A, NTN-A3). As propostas devem ser apresentadas das 10 horas às 11 horas, no módulo de negociação por leilão, integrante do Sistema de Negociação Eletrônica da Cetip.

Segundo alguns agentes financeiros ouvidos pelo Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, a demanda poderá se concentrar entre grandes bancos, que precisam de hedge de longo prazo. Isso porque a NTN-A3 tem vencimento em 15 de abril de 2024 e o papel não encontra grande liquidez no mercado, afirmou o gerente de câmbio de um banco estrangeiro.

“Quem adquirir esse título poderá ter que carregá-lo em carteira até o seu vencimento. A fraca liquidez pelo papel poderá restringir a demanda”, comentou.

Pelo menos três grandes corretoras de câmbio, sendo duas dealers do Banco Central, afirmaram que não pretendem fazer propostas no leilão da Cetip. “Ainda não recebemos pedidos de clientes para esse leilão”, informaram operadores dessas três corretoras. Quem adquirir esses títulos ficará comprado em dólar.

O leilão é público e a adesão é voluntária, afirmou o executivo do banco já citado. Qualquer instituição financeira interessada pode fazer as propostas em seu nome ou de clientes interessados, explicou.


O resultado deverá ser divulgado no site da Cetip nesta terça-feira, 4, ficando o Banco Econômico responsável pela apuração do resultado, segundo o comunicado da Cetip. A liquidação da operação está prevista para o dia 6 de junho.

No mercado internacional, o dólar está perto da estabilidade ante o euro, volta a subir diante do iene e exibe fortes ganhos ante algumas moedas com forte correlação com commodities, como o dólar australiano (+1,14%), o dólar canadense (+0,39%) e o dólar neozelandês (+1,04%).

Nesse contexto, o superintendente da Correparti, Ricardo Gomes da Silva, disse o mercado interno tende a redobrar a cautela, ainda que a moeda norte-americana esteja caindo no começo da sessão.

Silva ressaltou que ainda há muita dúvida em relação ao início da redução de estímulos nos Estados Unidos e há uma série de dados importantes a serem divulgados esta semana.

“A agenda da Europa prevê as reuniões de política monetária do BCE e do Banco da Inglaterra (Boe) na quinta-feira, enquanto os dados oficiais do mercado de trabalho dos Estados Unidos serão divulgados na sexta-feira”, comentou.

Além disso, hoje à noite serão informados na China e no Japão os indicadores dos gerentes de compras do setor de serviços, que podem mexer com o sentimento dos mercados nesta quarta-feira, 5, pela manhã.