Setor de tecnologia impulsiona Wall Street, mas DuPont pesa

Projeção decepcionante da Dupont para o segundo trimestre limitou os ganhos

As ações dos Estados Unidos fecharam em leve alta nesta sexta-feira, lideradas por ganhos do setor tecnológico, mas a projeção decepcionante da Dupont para o segundo trimestre limitou os ganhos.

O índice Dow Jones fechou com variação positiva de 0,03 por cento, para 16.851 pontos. O índice Standard & Poor’s 500 teve valorização de 0,19 por cento, para 1.960 pontos. O termômetro de tecnologia Nasdaq subiu 0,43 por cento, para 4.397 pontos.

Na semana, o Dow caiu 0,6 por cento, o S&P recuou 0,1 por cento e o Nasdaq subiu 0,7 por cento.

O índice de tecnologia do S&P 500 subiu 0,6 por cento, impulsionado pela Apple que avançou 1,2 por cento, para 91,98 dólares.

O volume de negociação, que tem sido baixo nas últimas semanas, saltou para pelo menos 8,8 bilhões de ações nas bolsas dos EUA, de acordo com a BATS Global Markets. A alta deve-se à reconstituição dos índices da Russell Investments, que afetaram mais de 5 trilhões de dólares em ativos.

Os papéis da DuPont caíram 3,3 por cento, para 65,44 dólares e figuraram entre as maiores quedas tanto do Dow quanto do S&P 500.

As perdas ocorrem um dia após a empresa reduzir a previsão de lucro operacional para o segundo trimestre e para o ano, por menores vendas nas unidades de agricultura e químicos.

“Os preços finalmente atingiram um nível que se torna cada vez mais desconfortável para os participantes do mercado diante da falta de evidências claras de que a economia está no caminho certo,” disse o estrategista-chefe de investimenti da Janney Montgomery Scott, Mark Luschini.