Sanofi leva ações europeias a mínima no fechamento em 2013

Os resultados da empresa farmacêutica pressionaram para baixo os índices da Europa

Londres – Dois dos principais índices acionários europeus caíram para suas mínimas de fechamento em 2013 nesta quinta-feira, lideradas por fraqueza no papel da fabricante de medicamentos Sanofi após seus resultados e em meio a uma persistente preocupação sobre a fraqueza econômica da região.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, fechou com baixa de 0,25 por cento a 1.149 pontos, enquanto o índice de blue chips da zona do euro Euro STOXX 50 recuou 0,74 por cento para 2.597 pontos.

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, disse que fraqueza econômica pode continuar a afetar a região, que foi atingida por uma crise de dívida, no início de 2013.

No entanto, vários operadores esperam que o declínio dos mercados acionários seja relativamente breve, já que fundos ainda buscam aplicar dinheiro em ações, que carregam risco mais altos, e não bônus.

“O risco ainda é positivo. As pessoas se queimaram tentando vender por conta de notícias econômicas ruins”, disse o corretor de opções acionárias europeus do XBZ Ltd European Mike Turner.


Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de 1,06 por cento, a 6.228 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,13 por cento, para 7.590 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,15 por cento, para 3.601 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 1,22 por cento, para 16.400 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 retrocedeu 0,52 por cento, para 8.014 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 encerrou em queda de 0,35 por cento, para 6.115 pontos.