Resultado da Hypermarcas não agrada e ações caem forte

Papéis chegaram a cair 10% e lideram as perdas do Ibovespa no pregão desta segunda-feira

São Paulo – As ações ordinárias da fabricante de bens de consumo Hypermarcas (HYPE3) caem forte no pregão desta segunda-feira (9) após a companhia ter anunciado pela manhã um resultado trimestral inferior ao estimado pelo mercado. Os papéis atingiram a mínima do dia de 10,52%, negociados a 18,33 reais.

A empresa teve lucro líquido de 32,9 milhões de reais no primeiro trimestre deste ano, 40,3% a menos do que os 55,2 milhões de reais registrados no mesmo período de 2010. O resultado foi pressionado por um aumento de despesas operacionais decorrente das aquisições realizadas pela companhia em 2010.

“O resultado da empresa veio abaixo das expectativas do mercado, devendo impactar negativamente o desempenho dos papéis no curto prazo”, afirmaram em relatório as analistas Kelly Trentin e Erika Mudalen da Spinelli Corretora, que colocaram em revisão o preço-alvo e a recomendação para as ações da companhia.

“Devido às diversas aquisições realizadas (pela Hypermarcas) em 2010, itens não recorrentes como os vistos este trimestre devem representar um maior risco para o resultado de 2011”, explica Francisco Ferrazzi Kops, analista da Planner Corretora. A Hypermarcas consolidou no primeiro trimestre de 2011 a compra da Mantecorp e da Mabesa. 

A Hypermarcas também mudou sua previsão de investimentos para 2011. A empresa vai usar como guidance o valor nominal do Ebitda (lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação) e a expectativa é que o valor seja superior a 1 bilhão de reais neste ano.