Recompras diminuem com alta de preços e fim do Santander

Segundo dados da Guide Investimentos, total que as empresas com ações em bolsa estão recomprando está hoje em R$ 17,478 bilhões

São Paulo – O valor total de recompras de ações no mercado recuou em relação há um mês atrás.

Segundo dados de mercado compilados pela Guide Investimentos, o total que as empresas com ações em bolsa estão recomprando está hoje em R$ 17,478 bilhões, ante R$ 18,160 bilhões em 15 de agosto.

A queda no valor é em boa parte reflexo do fim da recompra do Banco Santander, que terminou em 24 de agosto e tinha como objetivo comprar R$ 1,152 bilhão em papéis.

Como o banco aprovou ontem a troca de suas ações no Brasil por recibos de ações (Brazilian Depositary Receipts, BDR) da matriz espanhola, o Santander não renovou a recompra.

O total de empresas recomprando ações caiu de agosto para setembro. Deixaram de recomprar ações, além do Santander, outras quatro empresas: Brasil Brokers, Brasil Agro, Magnesita e Valid. Duas lançaram programas de recompra, Schulz e Technos.

O número de empresas recomprando ações pode ter diminuído também pela melhora do mercado acionário de agosto para cá.

A expectativa de mudança de governo animou os investidores, que puxaram a alta do Ibovespa de 15 de agosto até agora, apesar das quedas recentes de setembro pelos sinais de que a disputa no segundo turno entre a candidata Marina Silva, do PSB, e Dilma Rousseff, do PT, será mais acirrada.

O índice subiu de 55.780 em 14 de agosto para 61.899 pontos em 3 de setembro, recuando para 60 mil pontos hoje.

As recompras são lideradas por empresas do setor financeiro, como Itaú Unibanco, com R$ 3,735 bilhões em recompras, somando as ações ON e PN, seguido da holding do grupo, a Itaúsa, com mais R$ 3,590 bilhões.

O Banco do Brasil vem em seguida, com R$ 1,590 bilhão, a BM&FBovespa, com R$ 1,309 bilhão e a JBS Friboi com R$ 1,140 bilhão.

As empresas costumam recomprar ações quando os preços caem demais no mercado, e se torna mais vantajoso usar o caixa para guardar os papéis em tesouraria do que aplicar no mercado financeiro.

Além disso, as recompras são um sinal de confiança das empresas em seu negócio e ajudam a melhorar os preços dos papéis em momentos de muito pessimismo.

Papéis pouco negociados também se beneficiam das recompras, pois sofrem mais em momentos de baixa, quando os vendedores querem se desfazer dos papéis e derrubam mais os preços para encontrar compradores.

A recompra também é benéfica para aumentar a liquidez de alguns papéis, desde que a empresa não exagere, reduzindo demais a parcela em mercado.

Abaixo, as recompras em vigor, em ordem de valor total estimado de recompra.

Papel Empresa Valor total estimado(R$)
ITUB4 ITAU UNIBANCO 3.277.674.000,00
ITSA4 ITAUSA 2.764.800.000,00
BBAS3 BRASIL 1.590.000.000,00
BVMF3 BMFBOVESPA 1.309.000.000,00
JBSS3 JBS 1.139.299.635,15
ITSA3 ITAUSA 824.800.000,00
CSNA3 SID. NACIONAL 609.504.180,75
QUAL3 QUALICORP 542.326.734,70
ITUB3 ITAU UNIBANCO 457.717.000,00
LAME4 LOJAS AMERICANAS 388.590.419,58
RENT3 LOCALIZA 364.000.000,00
CYRE3 CYRELA 346.986.998,50
HYPE3 HYPERMARCAS 217.200.000,00
DTEX3 DURATEX 212.010.000,00
MULT3 MULTIPLAN 184.104.000,00
CIEL3 CIELO 178.904.000,00
CSAN3 COSAN 164.400.000,00
PSSA3 PORTO SEGURO 151.950.000,00
LLIS3 LE LIS BLANC 147.206.418,75
LAME3 LOJAS AMERICANAS 134.555.095,90
MRVE3 MRV ENG. 131.550.000,00
ARZZ3 AREZZO 130.416.679,20
HGTX3 CIA HERING 129.650.000,00
BEEF3 MINERVA 116.100.000,00
ALPA4 ALPARGATAS 112.385.928,64
KLBN11 KLABIN 110.177.760,80
KLBN4 KLABIN 107.016.930,51
ABRE11 ABRIL EDUCACIONAL 99.800.441,40
IMCH3 IMC HOLDINGS 91.523.703,00
KROT3 KROTON 79.778.504,40
TECN3 TECHNOS 75.768.565,95
ALPA3 ALPARGATAS 72.583.581,07
STBP11 SANTOS BR. 69.556.674,00
EVEN3 EVEN 69.034.963,87
HBOR3 HELBOR 64.167.915,30
DAYC4 DAYCOVAL 59.082.542,00
ODPV3 ODONTOPREV 57.124.269,78
GFSA3 GAFISA 56.733.410,50
BHGR3 BHG 54.065.252,50
TOTS3 TOTVS 53.830.000,00
JSLG3 JSL 50.908.074,60
GPIV33 GP INV. 49.136.945,65
IGTA3 IGUATEMI 44.488.436,85
MGLU3 MAGAZINE LUIZA 41.950.000,00
TCSA3 TECNISA 39.369.985,50
ABCB4 ABC BRASIL 35.223.169,96
ECOR3 ECORODOVIAS 29.760.000,00
SHUL4 SCHULZ 26.974.165,68
SLED4 SARAIVA LIVR. 26.278.347,36
BRIN3 BR INSURANCE 25.637.000,00
PRBC4 PARANÁ BANCO 24.359.010,12
RDNI3 RODOBENS 24.121.996,12
PNVL3 DIMED 24.080.320,00
SLCE3 SLC AGRICOLA 23.953.470,80
GRND3 GRENDENE 23.550.000,00
SULA11 SUL AMERICA 22.125.000,00
QGEP3 QGEP PART 21.083.902,23
PINE4 PINE 19.339.051,20
BRAP4 BRADESPAR 19.250.000,00
SHOW3 TIME FOR FUN 17.520.000,00
FESA4 FERBASA 17.068.000,00
LCAM3 LOCAMERICA 16.554.950,40
ETER3 ETERNIT 16.160.000,00
TEMP3 TEMPO PART. 15.228.926,40
CREM3 CREMER 14.039.776,80
ROMI3 INDS ROMI 12.030.000,00
PFRM3 PROFARMA 9.030.000,00
BRAP3 BRADESPAR 8.160.000,00
SLED3 SARAIVA LIVR. 8.060.733,40
SNSL3 SENIOR SOLUTION 7.032.000,00
TRIS3 TRISUL 4.940.000,00
PNVL4 DIMED 4.234.810,80
MTSA4 METISA 3.648.000,00
CARD3 CSU CARDSYSTEM 2.830.000,00
POSI3 POSITIVO 1.820.380,64
MYPK3 IOCHP-MAXION 1.526.220,00
LUXM4 TREVISA 1.362.760,00

Fonte: compilado pela Guide Investimentos com base em dados da BM&FBovespa, empresas e CVM. Valores com base nos preços de mercado de 16 de setembro de 2012.