Rali deve continuar e Bolsa alcançará os 110 mil pontos, diz BTG

O principal índice da Bolsa tem renovado as máximas quase que diariamente e alcançou os 85 mil pontos na última sexta-feira

São Paulo – O otimismo dos investidores com o mercado brasileiro fez com que o Ibovespa acumulasse ganhos de mais de 11% desde início do ano.

O principal índice da Bolsa tem renovado as máximas quase que diariamente e alcançou os 85 mil pontos na última sexta-feira (26).

A condenação de Lula, na última quarta-feira (24), impulsionou ainda mais o rali. A decisão dos desembargadores por unanimidade dificultou as estratégias para que o ex-presidente possa se se candidatar nas eleições de outubro.

Diante deste cenário, o BTG Pactual, acredita que ainda há mais espaço para a Bolsa subir e bater os 110 mil pontos ainda no primeiro trimestre deste ano.

“Mesmo depois do recente rali nós permanecemos otimistas com as ações brasileiras” afirmaram os analistas do banco, Carlos Sequeira e Bernardo Teixeira, em relatório divulgado.

Entre os quatro fatores que analistas destacaram estão:

  1. a recuperação da economia podendo ser mais forte do que o previsto, oferecendo suporte ao aumento de lucros das empresas na ordem de 18%;
  2. a alocação para ações brasileiras estão em níveis historicamente baixos;
  3. cenário sem reformas em 2018 parece estar precificado;
  4.  apesar das ações não estarem uma “pechincha”, ainda há potencial de valorização dos papéis.

Apesar do otimismo, os analistas ponderam que os próximos meses, por causa das eleições presidenciais pode haver maior volatilidade nos mercados. E destaca que a falta de um candidato claro para o centro-direita e que apoie as reformas podem aumentar ainda mais a incerteza.