Quem caiu e quem subiu na Bolsa no mês das eleições

A bolsa brasileira foi impactada pelas pesquisas eleitorais e fechou em alta de quase 10% no mês

São Paulo – O Ibovespa fechou o mês de outubro em alta de 9,92%. É o melhor mês para as ações brasileiras desde janeiro deste ano. 

Já o dólar seguiu o caminho oposto e fechou em baixa de 7,79%. A moeda iniciou o mês sendo cotada em 4,20 reais e terminou no patamar de 3,70 reais. 

Tanto a bolsa brasileira, como o dólar foram impactados pelas eleições presidenciais. A aposta do mercado era em Jair Bolsonaro, considerado um candidato mais comprometido com o ajuste fiscal e com as reformas. O otimismo dos investidores foi alimentado pelas pesquisas eleitorais, que sempre apontavam Bolsonaro como líder na corrida à presidência.

Entre todas as ações listadas no Ibovespa, o destaque foram os papéis preferenciais da GOL. Em outubro, a companhia aérea acumulou alta de mais de 66% na Bolsa.

A GOL anunciou que irá  incorporar a Smiles, empresa de programa de fidelidade, e migrar para o Novo Mercado da B3. A incorporação resultará na extinção da Smiles, nos termos da Lei das S.A., com a sucessão pela Gol em todo o patrimônio da Smiles e na migração da base acionária da Smiles para a Gol.

O anúncio teve o efeito contrário nas ações da companhia. Os papéis da Smiles acumularam baixa de mais de 18% no mês. Foi o segundo pior desempenho entre as ações pertencentes ao Ibovespa, só não perdeu para os papéis da Suzano, que desvalorizaram 21% impactadas pelo dólar.

Confira abaixo as ações que mais subiram e caíram no mês de outubro.

Empresas que mais subiram em outubro Ticker da ação Desempenho da ação no mês
GOL GOLL4 66,70%
Cemig CMIG4 54,19%
Eletrobras ELET3 50,74%
Banco do Brasil BBASE3 44,31%
Eletrobras ELET6 41,46%
Magazine Luiza MGLU3 37,44%
Cyrela CYRE3 35,66%
CCR CCRO3 33,35%
Ecorodovias ECOR3 31,28%
CVC CVCB3 31,19%

 

Empresas que mais caíram no mês de outubro Ticker da Ação Desempenho da ação no mês
Suzano SUZB3 -21,80%
Smiles SMLS3 -18,52%
Raia Drogasil RADL3 -13,12%
Braskem BRKM5 -12,99%
Ambev ABEV3 -11,45%
Qualicorp QUAL3 -10,85%
Pão de Açucar PCAR4 -10,58%
Bradespar BRAP4 -8,81%
WEG WEGE3 -7,36%
Estácio ESTC3 -7,28%