Queda do banco austríaco Erste interrompe rali acionário

Queda do papel do banco austríaco Erste pressionou a bolsa de Viena nesta sexta-feira e interrompeu o rali das ações europeias

Londres – A queda do papel do banco austríaco Erste pressionou a bolsa de Viena nesta sexta-feira e interrompeu o rali das ações europeias, que atingiu máximas em anos nesta semana.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, caiu 0,27 por cento, a 1.394 pontos, após avançar nas últimas três sessões e aproximar-se das máximas em seis anos e meio.

O papel do Erste caiu 16,4 por cento após o banco, terceiro maior da Europa emergente, alertar que perdas na Romênia e na Húngria provocarão prejuízo recorde em 2014.

A queda do Erste também arrastou as ações do rival Raiffeisen e pesou obre o índice vienense ATX, que perdeu 3 por cento e registrou desempenho inferior a outras bolsas europeias importantes.

O índice bancário do STOXX Europe 600 caiu 1,2 por cento e ações de outros bancos ligados à Europa oriental também fecharam no vermelho, como Intesa e UniCredit, que perderam 3,1 e 3,2 por cento.

“O sistema bancário austríaco é particularmente vulnerável devido às ligações históricas com a Europa oriental”, afirmou o chefe da HED Capital, Richard Edwards.