Preço justo para ação do Facebook é de US$ 29, diz guru das finanças

Apesar de ser um investimento de alto risco, Aswath Damodaran apostaria pelo “preço correto”, não pelo atual

São Paulo – “Sim, o Facebook pode ser avaliado”. É assim que Aswath Damodaran, professor de finanças da New York University, começa sua análise do que seria um preço justo para os papéis do Facebook. A estimativa de Damodaran vem em boa hora. Poucos conseguem estimar o potencial da empresa e o desafio é visto por muitos quase como um trabalho de arte do que científico.

Em artigo publicado na Forbes, ele afirma que um preço justo para os papéis seria de 29 dólares, abaixo do patamar atual, que no pregão de hoje varia entre 31 dólares e 32 dólares, e mais abaixo ainda do preço pelo qual os papéis foram vendidos em sua estreia na Nasdaq, de 38 dólares.

O Facebook captou 16 bilhões de dólares em sua oferta pública de ações (IPO), e foi avaliado em 104 bilhões de dólares. Sobre o valor de mercado, Damodaran afirma que um preço certo para a rede social seria de aproximadamente 70 bilhões de dólares.

Damodaran admite o ‘tremendo potencial’ do Facebook e aponta dois principais fatores para justificar a sua opinião: uma imensa base de usuários e muitas informações paralelas sobre eles. “A questão é se a empresa conseguirá converter esse potencial em lucro e, se conseguir, quão rápido será”, afirma.

Embora confie no potencial da rede, ele ressalta o investimento é de alto risco.

Se vale a pena comprar as ações ou não? “Pelo preço certo, eu compraria, apesar da incerteza sobre o futuro da empresa. Pelo preço do IPO ou até mesmo pelo preço atual, eu não compraria”, diz.
http://d1nfmblh2wz0fd.cloudfront.net/items/loaders/loader_1063.js?aoi=1311798366&pid=1063&zoneid=14729&cid=&rid=&ccid=&ip=