Possível fusão agitou a Bolsa hoje; veja os destaques do dia

Ibovespa encerra o primeiro pregão da semana em alta de 1,28%, aos 56.616 pontos

São Paulo – O Ibovespa encerrou o primeiro pregão da semana em alta de 1,28%, aos 56.616 pontos.

A semana começou com a décima revisão consecutiva de crescimento da economia para 2014 realizado pelo Boletim Focus do Banco Central. A previsão de crescimento recuou de 0,90% para 0,86%.

Na Europa, as bolsas fecharam em direções opostas, reagindo às notícias corporativas e às dúvidas provocadas pelas sanções à Rússia. Diante da cautela dos investidores, o índice Stoxx Europe 600 baixou 0,23%, para 331,15 pontos.

Em Portugal, a bolsa de Lisboa fechou em alta de 0,98% aos 5.854,36 pontos influenciado pela intervenção no Banco Espírito Santo.

Em Paris, o CAC-40 fechou com alta de 0,34%, aos 4.217,22 pontos. Já em Frankfurt, o índice DAX caiu 0,61%, para 9.154,14 pontos, apesar do avanço nos papéis do setor automotivo.

Veja os fatos que agitaram o mercado hoje:

De olho nos números e no futuro

A CSN anunciou um lucro líquido de 19 milhões de reais no segundo trimestre deste ano, uma queda de 96%, na comparação anual. A empre espera um segundo semestre melhor para a indústria no Brasil, com parte da retomada vinda de recomposição de estoques, o que deve ajudar no consumo de aço pelo país, afirmou o diretor comercial do grupo, Luis Fernando Martinez, nesta segunda-feira. A ação ordinária da companhia fechou o dia em alta de 1%.

 

Disparou!

Os papéis ordinários da Hering fecharam o dia em alta de 5,96% nesta segunda-feira. Hoje, o Credit Suisse recomendou a compra de curto prazo do papel. Segundo a nota, não há nada de diferente em termos de fundamentos para a Hering, mas a empresa tem se esforçado e “dado o nível atual do papel, aliado ao crescente interesse, talvez faça sentido fazer a aposta de curto prazo”.

Será?

A possibilidade de fusão com a Lojas Renner fez os papéis ordinários da Marisa dispararem nesta segunda-feira, fechando em alta de 9%. A ação da Renner também registrou ganhos, de 3,3%.

Dança das cadeiras

O presidente-executivo da Portugal Telecom, Zeinal Bava, vai deixar o cargo para se dedicar à Oi, onde pretende promover uma recuperação financeira e operacional, de acordo com informações do português Jornal de Negócios. Hoje, os papéis preferenciais da Oi fecharam em alta de 2,1%.

Mais um capítulo

Uma piora no cenário de venda das plataformas da OSX emperra as negociações da empresa de construção naval com seus principais credores. A dez dias da assembleia que votará seu plano de recuperação judicial, a OSX ainda tenta fechar um novo financiamento para viabilizar sua reestruturação, em troca de benefícios aos que assumirem o risco. Hoje, os papéis fecharam estáveis.