Pimco abrirá escritório no Brasil em setembro

A ideia é que o novo escritório transforme-se no centro de operações da companhia para toda a América Latina e Caribe

A Pacific Investment Management Company (Pimco), uma das maiores gestoras de recursos do mundo, abrirá uma filial no Brasil em setembro. O objetivo é que o escritório, que ficará no Rio de Janeiro, transforme-se no centro de operações da companhia para toda a América Latina e Caribe, segundo informou Alec Kersman, chefe de negócios da Pimco para a região, que já conta com um total de 10 bilhões de dólares em ativos.

De acordo com Kersman, a empresa já vinha investindo no país há algum tempo e abrir uma filial aqui representa um passo natural. A previsão é que, no primeiro ano, a unidade conte com oito a doze funcionários. Por ora, a divisão que cuida dos negócios para América Latina está baseada em Nova York.

A empresa escolheu o Rio de Janeiro porque acredita que a cidade passa por um ótimo momento, graças aos eventos esportivos que acontecerão nos próximos anos; aos investimentos realizados pelos governos federal, estadual e municipal; e à movimentação gerada pela próspera indústria do petróleo. A capital fluminense também ganhou pontos por ser um local mais parecido com Newport Beach, na Califórnia, onde fica a sede do grupo.

A Pimco é responsável pela gestão de cerca de 1,8 trilhão de dólares em diversos países e possui como clientes fundos de pensão de estados, municípios, sindicatos e do setor privado, bem como instituições e investidores nos setores de saúde, educacional e filantrópico, financeiro e outras entidades públicas. Com cerca de 2 mil funcionários, a Pimco possui escritórios em Amsterdã, Hong Kong, Londres, Milão, Munique, Nova York, Cingapura, Sydney, Tóquio, Toronto e Zurique.