Petróleo WTI fecha em baixa de 0,24%

Nova York – O Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta sexta-feira em baixa de 0,24%, cotado a US$ 101,56 por barril, depois que a valorização do dólar influiu mais que a melhora do mercado de trabalho nos Estados Unidos, o maior consumidor de energia do mundo junto com a China.

No final da última jornada da semana na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de futuros do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) para entrega em fevereiro, os de mais próximo vencimento, diminuíram US$ 0,25 em relação ao preço de fechamento da quinta-feira.

O petróleo acumulou assim, e apesar desta queda, uma alta de 2,76% ao longo de uma semana, a primeira de 2012, durante a qual se manteve no fechamento sempre acima da cota dos US$ 100 por barril.

A cotação do ‘ouro negro’ foi pressionada em baixa por causa da valorização do dólar – moeda na qual se paga o WTI – frente ao euro.

Esse fator teve mais peso no preço do petróleo do Texas que a melhora do mercado de trabalho nos EUA e a situação em dois países produtores de petróleo como Irã e Nigéria.

Os contratos de gasolina com vencimento em fevereiro subiram US$ 0,02 e ficaram em US$ 2,75 o galão (3,78 litros), enquanto durante esta semana acumularam alta de 2,61%.

Os pedidos de gasóleo para calefação também para entrega esse mês subiram US$ 0,04 e fecharam a US$ 3,07 por galão, de modo que registraram queda semanal de 4,77%.

Os contratos de gás natural com vencimento em fevereiro subiram US$ 0,08 e terminaram a sessão em US$ 3,06 por galão, enquanto ao longo da semana acumularam alta de 2,68%.