Petróleo WTI fecha em alta de 1,53%

A cotação do petróleo se viu pressionada com firmeza em alta após anunciar o Departamento de Trabalho americano que o desemprego no país caiu em janeiro

Nova York – O Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta sexta-feira em alta de 1,53%, cotado a US$ 97,84 o barril, impulsionado pela redução maior do que a esperada do desemprego nos Estados Unidos, o maior consumidor do mundo de energia junto com a China.

No final da última sessão da semana na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos de futuros do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) para entrega em março, os de mais próximo vencimento, subiram US$ 1,48 ao preço de fechamento da quinta-feira.

O petróleo de referência para os EUA registrou no entanto queda semanal de 1,72%.

A cotação do petróleo se viu pressionada com firmeza em alta após anunciar o Departamento de Trabalho americano que o desemprego no país caiu em janeiro até seu nível mais baixo em três anos.

O petróleo também se encareceu por causa dos dados sobre a evolução do setor de serviços, que representa mais de dois terços da economia dos EUA e cuja atividade cresceu de novo em janeiro e já acumula 25 meses seguidos de expansão, segundo o último relatório do Instituto de Gestão de Fornecimento.

Os contratos de gasolina com vencimento em março subiram US$ 0,05 e fecharam a US$ 2,91 por galão (3,78 litros) durante uma semana na qual caíram 0,34%.

Por sua vez, os pedidos de gasóleo para calefação também para entrega esse mês subiram US$ 0,06 centavos e fecharam a US$ 3,11 por galão, de modo que registraram alta semanal de 1,3%.

Os contratos de gás natural com vencimento em março subiram US$ 0,07 e terminaram a sessão a US$ 2,49 por galão, ao longo de uma semana de vaivéns na qual experimentaram queda de 6,74%.