Petróleo tenta manter alta à espera de relatório dos EUA

Os operadores aguardam o relatório semanal de estoques do Departamento de Energia dos EUA

Londres – Os contratos futuros de petróleo tentam se manter em alta enquanto os operadores aguardam o relatório semanal de estoques do Departamento de Energia (DoE) dos EUA, que é o país que mais consome petróleo no mundo. Os números estão previstos para serem divulgados às 11h30 (de Brasília).

Ontem, o Instituto Americano de Petróleo (API) informou que houve aumento de 1,348 milhão de barris nos estoques na semana até 20 de julho, enquanto as importações subiram 579 mil barris. “Se for anunciado um grande aumento nos estoques hoje, possivelmente os preços cairão”, afirmou Thina Saltvedt, analista do Nordea Bank Norge.

Enquanto isso, o petróleo vai recebendo suporte das expectativas de que Israel tome uma ação militar contra o Irã, segundo Torbjorn Kjus, analista do DnB NOR. “O sentimento será mais importante do que os fundamentos”, disse. “A Espanha está realmente no foco e a necessidade de ajuda do banco central para a região é realmente crítica. Por outro lado, há essa tensão geopolítica relacionada ao Irã que vem aumentando”, avaliou.

Os preços do petróleo também estão sendo ajudados pelo enfraquecimento do dólar diante do euro, o que torna os contratos denominados na divisa norte-americana mais baratos. Às 8h28 (de Brasília), o WTI para setembro subia 0,23% na Nymex, para US$ 88,70 por barril, e o brent para setembro avançava 0,05% na ICE, para US$ 103,47 por barril. As informações são da Dow Jones.