Petróleo sobe pelo 3º dia seguido, ignorando alta do dólar

A confiança do consumidor nos Estados Unidos atingiu no início de maio o maior nível em quase seis anos, com melhores perspectivas financeiras e econômicas no país

Nova York  - O <a href="https://exame.abril.com.br/topicos/petroleo" target="_blank">petróleo</a> subiu pelo terceiro dia consecutivo nesta sexta-feira sustentado por dados econômicos positivos dos Estados Unidos, o maior consumidor global, mesmo depois de o dólar atingir as máximas de muitos anos.</p>

A confiança do consumidor nos Estados Unidos atingiu no início de maio o maior nível em quase seis anos, com melhores perspectivas financeiras e econômicas no país.

O petróleo Brent subiu 86 centavos, para 104,64 dólares o barril, depois de a cotação ter avançado mais de um dólar mais cedo.

O petróleo nos EUA subiu 86 centavos e fechou a 96,02 dóares o barril, a terceira alta seguida.

Em relação a uma cesta de seis moedas, o dólar atingiu a máxima de quase três anos, tornando as commodities denominadas na divisa norte-americana mais caras para os detentores de outras moedas.