Petróleo sobe com sinais de melhora na economia dos EUA

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), os contratos de petróleo para outubro fecharam a US$ 93,96 por barril, em alta de US$ 0,51 (0,54%)

São Paulo – O petróleo subiu no mercado internacional nesta quinta-feira, 21, após os temores de baixa demanda serem amenizados pelos dados positivos da economia americana.

Um crescimento mais robusto dos EUA poderia impulsionar a demanda pela commodity.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), os contratos de petróleo para outubro fecharam a US$ 93,96 por barril, em alta de US$ 0,51 (0,54%), enquanto na Intercontinental Exchange (ICE), os contratos do petróleo Brent para outubro fecharam a US$ 102,62 por barril, em alta de US$ 0,34 (0,33%).

Pela manhã, o Departamento de Trabalho dos EUA informou que o número de trabalhadores norte-americanos que entraram pela primeira vez com pedido de auxílio-desemprego caiu 14 mil na semana encerrada em 16 de agosto, para 298 mil.

O resultado ficou abaixo da previsão dos analistas, de 302 mil novos pedidos, e voltou a patamares de oito anos atrás, o que indica melhora do mercado de trabalho.

As vendas de moradias usadas nos EUA subiram 2,4% em julho ante junho, no quarto aumento mensal consecutivo, segundo números da Associação Nacional dos Corretores de Imóveis (NAR, na sigla em inglês), e chegou ao maior nível desde setembro.

O dado contrariou a expectativa de analistas consultados pela Dow Jones Newswires, que previam queda de 0,8% nas vendas.

Já o índice de indicadores antecedentes dos EUA medido pelo Conference Board subiu 0,9% em julho, para 103,3, depois de avançar 0,6% em junho.

O resultado, que representou a sexta alta consecutiva, veio acima da previsão de analistas, de avanço de 0,6%.

Além disso, o índice de atividade industrial regional do Meio Atlântico, medido pelo Federal Reserve da Filadélfia, saltou para 28,0 em agosto, de 23,9 em julho. A previsão dos analistas era de que o índice teria redução para 18.

Com informações da Dow Jones Newswires.