Petróleo sobe com expectativa de cessar-fogo na Ucrânia

O mercado reagiu à notícia de que pode haver um cessar-fogo nos confrontos entre o Exército da Ucrânia e os rebeldes separatistas do leste do país

Nova York – Os preços do petróleo tiveram uma alta forte nesta quarta-feira, 03, revertendo quase completamente as quedas de ontem.

O mercado reagiu à notícia de que pode haver um cessar-fogo nos confrontos entre o Exército da Ucrânia e os rebeldes separatistas do leste do país, que alimentou a expectativa de que o impacto da crise ucraniana na economia europeia seja reduzido.

Pela manhã, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse que ele e seu colega ucraniano, Petro Poroshenko, estão próximos de um acordo para uma trégua no leste da Ucrânia.

Segundo Jim Ritterbusch, da consultoria Ritterbusch & Associates, “é um pouco contra a intuição” o fato de os preços do petróleo subirem com uma notícia de redução de tensões geopolíticas.

“A interpretação do mercado é de que ela traz consigo a imagem de uma melhora da economia da zona do euro, que é muito necessária”, acrescentou.

O analista Gene McGillian, da Tradition Energy, disse que “os temores de desaceleração do crescimento econômico, especialmente na Europa e na China, e a oferta ampla de petróleo que temos à mão são o que está conduzindo o mercado”.

Nesta quinta-feira, o Departamento de Energia dos EUA divulga os dados dos estoques norte-americanos na semana passada.

Analistas citados pela Dow Jones preveem uma redução de 1,1 milhão de barris nos estoques de petróleo bruto e uma redução de 1,4 milhão de barris nos estoques de gasolina.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), os contratos de petróleo bruto para outubro fecharam a US$ 95,54 por barril, em alta de US$ 2,66 (2,86%).

Na Intercontinental Exchange (ICE), os contratos do petróleo Brent para outubro fecharam a US$ 102,77 por barril, em alta de US$ 2,43 (2,42%).

Fonte: Dow Jones Newswires.