Petróleo recua por dados da indústria chinesa

O PMI industrial da China caiu para 48,3 em fevereiro ante 49,5 em janeiro

Londres – Os contratos futuros de petróleo operam em queda na manhã desta quinta-feira, 20, após a divulgação de um indicador decepcionante da indústria chinesa.

O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) industrial da China caiu para 48,3 em fevereiro ante 49,5 em janeiro, segundo dados preliminares divulgados pelo HSBC. Esse é o menor nível em sete meses. Uma leitura abaixo de 50 indica uma retração da atividade industrial em relação ao mês anterior.

“Mercados podem passar por mais turbulência depois que o PMI preliminar do HSBC sobre o setor manufatureiro chinês encolheu novamente em fevereiro, para a mínima em sete meses”, ressaltou a corretora PVM.

A China é um dos destinos mais importantes para o petróleo bruto. O resultado do índice de gerentes de compras abaixo de 50, o que indica contração do setor, sinaliza um possível consumo menor de petróleo.

“Além disso, o emprego no setor parece estar caindo ao ritmo mais acelerado em cinco anos e está adicionando mais um fator a preocupações sobre uma desaceleração na demanda chinesa”, afirmou a corretora PVM em um nova a clientes.

Às 9h14 (pelo horário de Brasília), o petróleo brent para abril caía 0,40% na ICE, para US$ 110,04 por barril, enquanto o contrato para março negociado na Nymex recuava 0,15%, para US$ 103,15 por barril. Fonte: Dow Jones Newswires.