Petróleo opera em leve baixa, influenciado por EUA

Humor positivo foi interrompido por sinais de que os políticos dos EUA ainda estão longe de alcançar um acordo sobre como evitar o abismo fiscal

Londres – Os contratos futuros de petróleo bruto operam com leve baixa, devolvendo parte dos fortes ganhos registrados na sessão anterior. Tanto ontem como hoje os negócios evidenciam como o mercado está ligado a novidades sobre a economia dos EUA, a maior nação consumidora de petróleo do mundo.

Às 9h42 (de Brasília), o contrato do petróleo do tipo Brent para março recuava 0,30% para US$ 109,14 por barril na plataforma ICE. O contrato do petróleo para fevereiro caía 0,20% a US$ 89,80 por barril na New York Mercantile Exchange (Nymex).

Os preços foram impulsionados nesta quarta-feira (19), com os dois contratos avançando cerca de US$ 2 depois de os indicadores do governo norte-americano mostrarem um salto na demanda por diesel e óleo de calefação. Mas o humor positivo foi interrompido por sinais de que os políticos dos EUA ainda estão longe de alcançar um acordo sobre como evitar o abismo fiscal.

Um fracasso para reverter esse processo pode desacelerar o crescimento dos EUA e, assim, reduzir a demanda por petróleo bruto. O preço do petróleo ainda está muito suscetível a repentinas mudanças baseadas em “fragmentos de notícias de 30 segundos”, segundo Dominick Chirichella do Instituto de Gerenciamento de Energia. As informações são da Dow Jones.