Petróleo fecha no nível mais alto desde 18 de outubro

Os estoques de petróleo bruto tiveram uma redução de 4,7 milhões de barris, quando os economistas previam uma queda de 2,2 milhões

Nova York – Os preços do petróleo subiram nesta sexta-feira, 27, em Nova York e chegaram ao fim do dia no nível mais alto desde 18 de outubro, em reação aos dados dos estoques dos Estados Unidos na semana passada.

De acordo com o Departamento de Energia dos EUA (DoE), os estoques de petróleo bruto tiveram uma redução de 4,7 milhões de barris, quando os economistas previam uma queda de 2,2 milhões. Os estoques de gasolina e de destilados também caíram mais do que se esperava.

“Os dados foram basicamente positivos. Muito petróleo está sendo convertido rapidamente em derivados pelas refinarias norte-americanas”, observou o analista Tim Evans, da Citi Futures and Perspectives. O analista Kyle Cooper, da IAF Advisors, disse que a redução nos estoques de gasolina e diesel pode estar relacionada à maior demanda no exterior.

Como o petróleo norte-americano custa cerca de US$ 12 por barris a menos do que o Brent, que é a referência para o mercado internacional, “a indústria norte-americana de refino está em uma posição competitiva muito vantajosa em relação a suas concorrentes globais”.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), os contratos de petróleo para fevereiro fecharam a US$ 100,32 por barril, em alta de US$ 0,77 (0,77%). Na Intercontinental Exchange (ICE), os contratos do petróleo Brent para fevereiro fecharam a US$ 112,18 por barril, com alta de US$ 0,20 (0,18%). Fonte: Dow Jones Newswires.