Petróleo fecha em alta com cobertura de posições

O dia foi marcado pela queda do dólar, em meio a preocupações com as economias da China e da Europa

Nova York – Os preços do petróleo subiram nesta terça-feira, 9, recuperando terreno depois de terem fechado na segunda-feira nos níveis mais baixos desde julho de 2009.

O dia foi marcado pela queda do dólar, em meio a preocupações com as economias da China e da Europa.

“A debilidade do dólar está encorajando uma recuperação dos preços do petróleo hoje, com alguns caçadores de pechincha corajosos tentando agarrar uma faca que está caindo”, comentou o analista Matt Smith, da Schneider Electric.

Para Phil Flynn, do Price Futures Group, “há alguma cobertura de posições acontecendo”.

Pela manhã, o Departamento de Energia dos EUA (DoE) reduziu sua previsão para a demanda global por petróleo em 2015 em 200 mil barris por dia, para 92,3 milhões de barris por dia.

O DoE também rebaixou sua previsão para o preço médio do petróleo Brent em 2015 em US$ 15 por barril, para US$ 68 por barril; a previsão para o preço médio do petróleo West Texas Intermediate (WTI) para 2015 foi rebaixada em US$ 15, para US$ 63 por barril.

Amanhã, o DoE divulga os dados dos estoques norte-americanos de petróleo bruto e derivados na semana até 5 de dezembro.

Analistas ouvidos pela Dow Jones preveem uma redução de 2,7 milhões de barris nos estoques de petróleo bruto, um crescimento de 2,2 milhões de barris nos estoques de gasolina e um crescimento de 600 mil barris nos de destilados.

A expectativa para a taxa de utilização da capacidade das refinarias é 93,7%, 0,3 ponto porcentual a mais do que na semana anterior.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), os contratos de petróleo bruto para janeiro fecharam a US$ 63,82 por barril, em alta de US$ 0,77 (1,22%).

Na Intercontinental Exchange (ICE), os contratos do petróleo Brent para janeiro fecharam a US$ 66,84 por barril, em alta de US$ 0,65 (0,98%). Fonte: Dow Jones Newswires.