Petrobras pesa e Bovespa não acompanha alta externa

A reação em queda das ações da Petrobras a detalhamentos do balanço financeiro divulgado na segunda-feira à noite pesa sobre a Bovespa nesta terça-feira

São Paulo – A reação em queda das ações da Petrobras a detalhamentos do balanço financeiro divulgado na segunda-feira à noite pesa sobre a Bovespa nesta terça-feira, enfraquecendo a tentativa de alta dos negócios locais.

Porém, os ganhos exibidos pelos mercados internacionais fazem um contraponto, deixando a Bolsa sem uma direção única.

O Ibovespa abriu o pregão em alta, sendo que na pontuação máxima do dia, subiu 0,67%, aos 59.974 pontos. Às 11h20, porém, o índice à vista tocava o terreno negativo, com ligeira baixa de 0,01%, aos 59.571 pontos, na mínima até então.

Neste horário, as ações ON da Petrobras recuavam 6,19%, enquanto as PN da estatal petrolífera cediam 2,22%. Segundo operadores, a diferença no pagamento de dividendos aprovada na segunda-feira (04) pela companhia para os papéis com e sem direito a voto provoca essa distorção entre o desempenho das ações.

Porém, como o papel ON tem peso de 2,4965% na composição da carteira teórica do Ibovespa, ao passo que a participação da ação PN é de 8,1323%, a Bolsa ainda tenta apresentar ganhos.

Essa tentativa de alta está em linha com o sinal positivo vindo do exterior, onde o índice futuro do S&P 500 subia 0,38% às 11h20.