Petrobras dispara quase 40% com especulação eleitoral

Outras estatais também pegaram carona no recente rali: ações da Eletrobras avançaram 48% e as do Banco do Brasil 32% nas últimas três semanas

São Paulo – As ações ordinárias da Petrobras ampliavam para 5,9% a valorização nesta segunda-feira, enquanto as preferenciais avançavam 5,7%.

Os investidores continuam a repercutir as perspectivas sobre a corrida eleitoral. De acordo com pesquisa DataFolha divulgada no sábado, a intenção de voto para a presidente Dilma Rousseff recuou seis pontos percentuais na comparação com a pesquisa de fevereiro, passando de 44% para 38%.

Apesar da queda, se a eleição fosse hoje, a presidente seria reeleita. Ainda segundo a pesquisa, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) teria 16% dos votos e ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) teria 10%.

Os rumores de que Dilma poderia perder espaço nas intenções de voto começaram a mexer com o mercado na terceira semana de março. Desde então, as ações preferenciais da Petrobras já dispararam 37,5%.

Além disso, a Petrobras não foi a única estatal a pegar carona no recente rali. Nas últimas três semanas, as ações ordinárias da Eletrobras avançaram 48% e as do Banco do Brasil avançaram 32%.