Peso argentino tem desvalorização entre 30% e 45%

As primeiras operações situam a cotação em relação à moeda americana, para a venda, em valores entre os 13 pesos por unidade e os 14

Buenos Aires – As casas de câmbio e bancos argentinos abriram nesta quinta-feira, no primeiro dia após o levantamento das restrições cambiais conhecidas como “cepo” ao dólar, com uma desvalorização do peso argentino de entre 30% e 45%.

As primeiras operações situam a cotação em relação à moeda americana, para a venda, em valores entre os 13 pesos por unidade e os 14, em relação aos 9,835 pesos por dólar com que fechou na quarta-feira o mercado cambial oficial.

Espera-se que ao longo do dia os valores oscilem em função da demanda.

A ponto de completar uma semana de gestão, o governo argentino retirou na quarta-feira as restrições cambiais, com o objetivo de “normalizar a economia” e recuperar a caminho de crescimento após quatro anos de estagnação.