PANORAMA1-Mercados começam semana no aguardo do Fed na 3a

SÃO PAULO, 20 de setembro (Reuters) – A expectativa para o
resultado da reunião do Federal Reserve ditava o tom nos
mercados internacionais nesta segunda-feira, diante da
perspectiva de que a autoridade monetária norte-americana pode
injetar ainda mais liquidez no sistema a fim de impulsionar a
débil retomada econômica dos Estados Unidos.

Não se espera mudança na taxa de juro, atualmente entre
zero e 0,25 por cento, mas há apostas de aumento nas compras de
Treasuries.

Tal cenário sustentava o dólar em baixa neste início de
semana, com queda de 0,29 por cento ante uma cesta de divisas
pela manhã. O euro também valorizava-se ante a moeda
norte-americana, a 1,3098 dólar. Mas as praças acionárias eram
beneficiadas pela visão de mais recursos disponíveis. O índice
MSCI para ações globais avançava 0,37 por
cento, enquanto o para ações emergentes ganhava 0,37
por cento. O índice MSCI de ações da região Ásia-Pacífico com
exceção do Japão subia 0,44 por cento.

Na Europa, o FTSEurofirst 300 verificava elevação
de 0,56 por cento, com investidores repercutindo também
notícias corporativas, como o pedido formal do conglomerado
chinês Sinochem Group para o governo apoiar uma oferta pela
canadense Potash, o que beneficiava ações de empresas químicas
como a K+S.

Em Wall Street, os futuros acionários sugeriam uma abertura
positiva, com o contrato do S&P 500 em alta de 5,2
pontos. Em dia vazio de dados, também a cena corporativa deve
ocupar o foco, como a notícia de que BP bloqueou
permanentemente o vazamento de óleo no Golfo do México.

Na Ásia, o mercado japonês esteve fechado por feriado
nacional. O índice da bolsa de Xangai caiu 0,38 por
cento. Um conjunto de dados publicados pelo Banco Popular da
China mostrou que o fluxo de capital para o país aumentou
fortemente em agosto, para o maior valor desde abril. O banco
central e as instituições chinesas gastaram 243 bilhões de
iuans (36 bilhões de dólares) para absorver o câmbio corrente
na China em agosto, acima dos 198 bilhões de iuans em julho.

Entre as commodities, o petróleo subia 0,14 dólar, a 73,80
dólares o barril, nas operações eletrônicas em Nova York.

No Brasil, a tradicional pauta de segunda-feira marca este
início de semana. O Banco Central divulga entre 8h e 8h30 a
pesquisa Focus com projeções do mercado para as principais
variáveis econômicas do país, como IPCA, PIB, Selic e taxa de
câmbio, entre outras. E O Ministério do Desenvolvimento,
Indústria e Comércio Exterior (MDIC) apresenta o desempenho da
balança comercial brasileira na terceira semana de setembro às
11h.

Para ver a agenda do dia, clique [ID:nN17179165]

Veja como terminaram os principais mercados na sexta-feira:

CÂMBIO

O dólar fechou a 1,719 real, em alta de 0,17 por cento em
relação ao fechamento anterior.

BOVESPA

O Ibovespa caiu 0,85 por cento, a 67.089 pontos. O volume
financeiro na bolsa foi de 5,06 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS

O índice dos principais ADRs brasileiros recuou 0,62 por
cento, a 33.464 pontos.

JUROS

O DI janeiro de 2012 apontava 11,45 por cento ao ano no call
das 16h, ante 11,40 por cento no ajuste anterior.

EURO

A moeda comum europeia era cotada a 1,3049 dólar, ante
1,3074 dólar no fechamento anterior nas operações
norte-americanas.

GLOBAL 40

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40,
cedia para 137,500 por cento do valor de face, oferecendo
rendimento de 2,767 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS

O risco Brasil subia 1 ponto, a 196 pontos-básicos. O EMBI+
avançava 2 pontos, a 275 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones avançou 0,12 por cento, para
10.607 pontos. O Nasdaq subiu 0,54 por cento, para
2.315 pontos. O índice S&P 500 teve oscilação positiva
de 0,08 por cento, a 1.125 pontos.

PETRÓLEO

Na Nymex, o contrato de petróleo com vencimento mais curto
cedeu 0,91 dólar, ou 1,22 por cento, a 73,66 dólares por
barril.

TREASURIES DE 10 ANOS

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos,
referência do mercado, subia, oferecendo rendimento de 2,743
por cento ante 2,763 por cento no fechamento anterior.

(PANORAMA1, PANORAMA2 e PANORAMA3 são localizados no
terminal de notícias da Reuters pelo código )

(Reportagem de Paula Laier; Edição de Vanessa Stelzer)