Ouro sobe em NY; paládio cai à mínima em 2 semanas

Como os contratos de ouro são denominados em dólar, eles se tornam mais baratos para portadores de outras divisas quando a moeda dos EUA perde força

Nova York – Os contratos de ouro fecharam em alta nesta quarta-feira, 03, beneficiados pela desvalorização do dólar em relação a diversas moedas internacionais.

O paládio, por outro lado, caiu para a mínima em duas semanas em meio aos sinais de cooperação entre a Rússia e a Ucrânia, o que reduziu as preocupações com a oferta russa do insumo.

Como os contratos de ouro são denominados em dólar, eles se tornam mais baratos para portadores de outras divisas quando a moeda dos EUA perde força.

O ouro para dezembro negociado na Comex, a divisão de metais da Nymex, subiu US$ 5,30 (0,4%) e fechou a US$ 1.270,30 por onça-troy.

Já o contrato de paládio para dezembro caiu US$ 7,30 (0,8%), para US$ 875,95 por onça-troy, o fechamento mais baixo desde 20 de agosto.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, e o presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, conversaram hoje sobre um plano de paz para o leste ucraniano e pediram que os grupos separatistas acabem com as ofensivas contra Kiev.

Em reação, os preços do paládio chegaram à mínima intraday de US$ 870,05 por onça-troy.

“Todos estão tentando entender se o cessar-fogo será mantido e o que isso fará com as exportações de paládio” da Rússia, comentou George Gero, vice-presidente da RBC Capital Markets Global Futures.

A Rússia produz cerca de 40% do paládio do mundo. Fonte: Dow Jones Newswires.