Ouro sobe com tensões na Ucrânia e Oriente Médio

O contrato de ouro mais negociado, com entrega para agosto, ganhou 0,4% e fechou a US$ 1.326,60 a onça-troy, nível mais alto desde 14 de abril

São Paulo – Os contratos futuros de ouro negociados na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fecharam em alta nesta terça-feira, 01, impulsionados pelas tensões na Ucrânia e no Oriente Médio.

O rali do mercado americano de ações, porém, limitou os ganhos do metal precioso.

O contrato de ouro mais negociado, com entrega para agosto, ganhou US$ 4,60 (0,4%), fechando a US$ 1.326,60 a onça-troy, o nível mais alto desde 14 de abril.

Apesar do avanço recente do ouro com o apoio das tensões geopolíticas, analistas afirmam que o rali não deve continuar por muito tempo, na medida em que a demanda física pelo metal diminui na Índia e na China e que o Federal Reserve e outros bancos centrais diminuem a acomodação monetária.