Ouro sobe com preocupações quanto à crise na Ucrânia

Os investidores ainda foram influenciados por informações da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN)

São Paulo – O ouro voltou a subir nesta sexta-feira, 22, depois que relatos apontaram que caminhões russos que estavam parados há mais de uma semana na fronteira com a Ucrânia cruzaram regiões ucranianas dominadas por rebeldes, sem a permissão do governo em Kiev.

O secretário de imprensa do Pentágono, contra-almirante John Kirby, pediu que a Rússia retire imediatamente o comboio enviado à Ucrânia com ajuda humanitária.

Os investidores ainda foram influenciados por informações da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), que indicam que a Rússia usou sua artilharia contra forças ucranianas tanto de seu próprio território como de dentro da Ucrânia.

Na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro para entrega em dezembro avançou US$ 4,80 (0,38%), para US$ 1.280,20 a onça-troy.

Com informações da Dow Jones Newswires.