Ouro fecha em queda depois de dados positivos dos EUA

A prata para março teve baixa de 2,99%, para US$ 20,897 por onça-troy

São Francisco – Os contratos futuros de ouro fecharam em forte baixa nesta sexta-feira, 7, depois que dados positivos do relatório de emprego dos EUA aumentaram preocupações sobre a manutenção ou até aceleração do ritmo de retirada de estímulos pelo Federal Reserve.

O Departamento do Trabalho dos EUA informou no relatório conhecido como “payroll” que a economia dos EUA criou 175 mil postos de trabalho em fevereiro, bem acima da previsão de analistas consultados pela Dow Jones, de 152 mil novos empregos.

O número de vagas criadas no país em janeiro e dezembro também foi revisado para cima.

A geração de postos de trabalhou passou para 129 mil em janeiro, da leitura inicial de 113 mil, e em dezembro passou para 84 mil, de 75 mil.

Já a taxa de desemprego nos EUA subiu para 6,7% em fevereiro, de 6,6% em janeiro, ante previsão de 6,5% – segundo analistas, por causa da expansão da força de trabalho.

“Isso sugere que talvez o crescimento não está tão lento como esperávamos, e isso definitivamente faz uma pausa em qualquer especulação de que o Fed poderia retardar sua retirada de estímulos”, disse Bill Baruch, estrategista sênior de mercado na iiTrader, uma corretora de Chicago.

Na Comex, divisão da New York Mercantile Exchange (Nymex), os contratos do ouro para abril fecharam a US$ 1.338,2 por onça-troy, com queda de 1,00%. A prata para março teve baixa de 2,99%, para US$ 20,897 por onça-troy. Com informações da Dow Jones.