Ouro fecha em leve alta em dia de sessão volátil

O contrato de ouro mais negociado, com entrega para dezembro, avançou US$ 0,60

Nova York – Os contratos futuros de ouro negociados na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fecharam em leve alta nesta terça-feira, após uma sessão volátil. Enquanto isso, a platina fechou em forte queda, depois da notícia do fim da greve em minas na África do Sul.

O contrato de ouro mais negociado, com entrega para dezembro, avançou US$ 0,60 (0,03%), fechando a US$ 1.771,20 a onça-troy. O metal lutou para encontrar uma clara direção nesta terça-feira com os investidores fazendo uma pausa após os fortes ganhos da semana passada, impulsionados pela nova rodada de estímulos do Federal Reserve Bank, o banco central dos Estados Unidos.

“A calmaria depois da tempestade, é isso que nós estamos vendo aqui. É apenas uma pequena consolidação, após os fortes ganhos nos últimos dois meses”, comentou Bill O’Neill, corretor e analista da Logic Advisors, sobre o desempenho do ouro esta semana. Além disso, o metal foi pressionado pela alta do dólar. Como é denominado na moeda norte-americana, o ouro se torna mais caro para compradores que usam outras divisas quando o dólar se valoriza.

Já a platina para outubro perdeu US$ 36,30 (2,17%), fechando a US$ 1.636,30 a onça-troy. Nesta terça-feira a mineradora Lonmin informou que os trabalhadores de sua minha Marikana, na África do Sul, aceitaram um aumento salarial de 22% e encerraram a greve após seis semanas de paralisação e confrontos que deixaram 45 mortos.

A África do Sul responde por quase 80% da produção mundial de platina. As operações também voltaram ao normal em minas da Anglo American e da Sylvania Platinum no país. Apesar das recentes interrupções na produção, analistas afirmam que a produção do metal neste ano deve superar a oferta. As informações são da Dow Jones.