Ouro em NY fecha em alta, reagindo à queda no PIB dos EUA

contratos futuros de ouro fecharam em alta hoje, com alguns investidores avaliando que o banco central americano pode esperar mais para elevar os juros

Nova York – Os contratos futuros de ouro fecharam em alta nesta sexta-feira, 29, com alguns investidores avaliando que o crescimento mais fraco da economia dos Estados Unidos poderia levar o Federal Reserve, o banco central norte-americano, a esperar mais para elevar os juros.

O contrato mais negociado, para entrega em agosto, subiu US$ 1, ou 0,1%, a USS$ 1.189,80 a onça-troy na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex). O ouro subiu 0,6% em todo o mês de maio e avança 0,5% no ano.

Os preços do ouro chegaram a US$ 1.194,40 a onça-troy hoje, após o Departamento do Comércio informar que a economia dos Estados Unidos encolheu 0,7% no primeiro trimestre do ano, em números anualizados. Trata-se da segunda leitura do dado, que veio pior que a inicial, de crescimento de 0,2%. Já os economistas esperavam que o Produto Interno Bruto (PIB) encolhesse 1% no primeiro trimestre.

“Com o crescimento econômico ainda estagnado, isso muda as perspectivas para o Fed elevar a taxa de juros no futuro próximo”, afirmou Dave Meger, chefe de negociações de metais da High Ridge Futures em Chicago.

O ouro não paga juros ou dividendos e é mais fácil para esse metal competir com ativos como bônus e ações quando as taxas de juros estão próximas de zero.

Os preços do ouro foram contidos nesta sexta pela valorização do dólar, já que isso torna o metal mais caro para os detentores de outras divisas. Ainda assim, os operadores continuaram a avaliar o impacto dos dados dos EUA sobre o futuro da política do BC norte-americano.

“Há uma mentalidade de esperar para ver no mercado neste momento”, disse Bob Haberkorn, operador sênior de commodities da RJO Futures, também em Chicago.

Segundo ele, o PIB fraco de hoje é um contraponto a vários indicadores positivos divulgados ao longo desta semana. Agora, os investidores devem se concentrar no relatório mensal de empregos (payroll), previsto para a próxima sexta-feira.

Um sinal de fraqueza nesse caso poderia ser um impulso para os preços do ouro, apontou Haberkorn. Fonte: Dow Jones Newswires.