Ouro digital? Uso do bitcoin como reserva de valor divide opiniões

Defensores como os investidores bilionários como Michael Novogratz aconselham todos a esperar porque alegam que a moeda se transformou em reserva digital

No início de 2013, o site BitcoinTalk.org pediu que os usuários escolhessem um slogan para a nova criptomoeda. O vencedor foi “Magic Internet Money” (dinheiro mágico da Internet).

No entanto, foi o slogan que ficou em oitavo lugar, “Digital Gold”, que se tornou sinônimo da dominante criptomoeda. Agora surge o dilema quando se trata de atingir o objetivo de se tornar o sistema de caixa eletrônico entre indivíduos delineado por seu misterioso fundador, Satoshi Nakamoto, no final de 2008.

Veja também

A valorização estratosférica dos preços do bitcoin e a volatilidade vertiginosa nos anos seguintes tornaram a moeda favorita para especulações, em vez de um meio de compra e venda de bens e serviços.

Enquanto isso, defensores como os investidores bilionários como Michael Novogratz, Tyler e Cameron Winklevoss, famosos nos Facebook, aconselham todos a esperar, ou “hodl” no jargão das criptomoedas, porque alegam que a moeda se transformou em uma reserva digital que vale como o ouro.

“É uma reserva de valor boa demais para ser um bom valor de troca”, disse Travis Kling, que administra o hedge fund de moedas digitais Ikigai Asset Management, em Los Angeles. “Se a expectativa é que o preço aumente significativamente, você não vai querer gastar todos os seus bitcoins para uso diário.”

O crescimento do volume de pagamentos desacelerou para cerca de 3% este ano em comparação com o aumento de 15% em 2018, de acordo com a processadora de transações CoinGate.

Depois de responder por cerca de 98% de todos os pagamentos com criptomoedas no ano passado, agora a parcela do bitcoin é de 90%, com Ether, Litecoin e XRP conquistando maior participação de mercado. Na CoinPayments, o bitcoin passou de 80% do volume de pagamentos em 2018 para 60% recentemente.

Ao mesmo tempo, muitos analistas questionam o conceito de que o bitcoin seria o equivalente digital do ouro, que muitas vezes serve como proteção contra a instabilidade depois de passar séculos como a medida preferida de riqueza da sociedade.

“O bitcoin não é realmente uma boa reserva de valor devido à sua alta volatilidade”, disse Markus Brunnermeier, professor de economia da Universidade de Princeton. “Pode ser um bom meio de troca para transações específicas”, como escapar do controle de capital em lugares como a China.

Além da volatilidade, o bitcoin também não possui nenhuma utilidade como as aplicações industriais do ouro. E, sob uma perspectiva teórica, não se sabe como se comportaria nas recessões, dada sua curta existência.