OSX tem que oferecer juro maior em empréstimo de US$ 850 mi

Empresa concordou em pagar até 425 pontos-base, ou 4,25%, sobre a Libor, taxa interbancária de Londres, para conseguir o empréstimo

São Paulo – A OSX Brasil SA, empresa de projetos de estaleiros do bilionário Eike Batista, está oferecendo juros mais altos aos bancos do que inicialmente foi proposto para conseguir US$ 850 milhões, de acordo com quatro pessoas familiarizadas com a transação.

A OSX concordou em pagar até 425 pontos-base, ou 4,25 pontos percentuais, sobre a Libor, taxa interbancária de Londres, para conseguir o empréstimo, disseram duas pessoas que pediram para não ser identificadas porque a transação não é pública. O máximo proposto havia sido de 375 pontos-base em maio, quando os bancos líderes da transação primeiro contaram os demais bancos. A empresa, com sede no Rio de Janeiro, está também aumentando garantias e cláusulas financeiras restritivas para tornar o empréstimo mais atrativo para os bancos, disseram as pessoas.

O Banco Santander SA, o ING Groep NV e o Itaú Unibanco Holding AS são os líderes da transação. O diretor financeiro da OSX, Roberto Monteiro, disse que os três bancos se comprometeram a emprestar até 100 por cento do valor, se necessário, e que outras instituições financeiras podem participar, de acordo com e-mail enviado pela empresa. A transação vai fechar em setembro, disse ele.

“A OSX está num processo de sindicalização onde pequenos ajustes às condições iniciais propostas são absolutamente normais, principalmente tendo em vista a situação atual do Mercado”, disse a empresa, em comunicado.

O empréstimo de vencimento em 12 anos está estruturado como um project finance para a construção de navios de armazenamento e produção de petróleo.