Os maiores IPOs do ano (até agora)

Nesta semana, Postal Savings Bank of China assumiu a primeira posição do ranking de maiores IPOs Veja a lista completa.

São Paulo — Nesta semana, o banco estatal chinês Postal Savings Bank of China (PSBC) realizou o maior IPO (oferta inicial de ações) do ano. A companhia conseguiu captar 7,4 bilhões de dólares com o lançamento de seus títulos na bolsa de Hong Kong.

O valor alcançado pelo PSBC é quase o dobro do levantado pela dinamarquesa Dong Energy, que ocupa o segundo posto da lista dos IPOs mais caros de 2016 (veja mais no gráfico abaixo).

As cifras, apesar de altas, ainda não chegam perto do alcançado pela gigante do e-commerce Alibaba. Em 2014, a companhia de Jack Ma captou quase 26 bilhões de dólares em sua estreia no mercado de ações.

 

O líder

Fundado há três décadas, o PSBC é líder em números de agências na China (cerca de 40 mil por todo o país) e dono de uma carteira com 505 milhões de clientes. No ano passado, o banco registrou lucro de 5,2 bilhões de dólares.

Analistas ponderam, no entanto, que, apesar de o banco ostentar o IPO mais valioso, a animação do mercado com ele ainda é limitada. Um dos motivos para isso é o fato de 75% dos papéis do banco chinês estarem nas mãos dos chamados cornestone investors.

Esse tipo de investidor costuma ter relações próximas com o dono da empresa ou, no caso do PSBC, com o governo local, e se compromete a comprar uma alta quantidade de ações antes mesmo do IPO, independente do valor que tenha que pagar por elas.

Comum na China, a prática desperta a desconfiança do mercado, uma vez que há grandes chances de o valor real da companhia ser distorcido.

Outro fator que pode limitar o sucesso do PSBC com os investidores está ligado ao importante papel exercido por ele nos programas de estímulo à economia do governo chinês. Como esses mecanismos devem, em algum momento, ser interrompidos, há receio de que o desenvolvimento da empresa seja diretamente afetado.