Os fatos que agitaram o mercado nesta terça-feira

O Ibovespa fechou em alta de de 0,61% aos 57.983 pontos

São Paulo – O Ibovespa fechou em alta de 0,61% aos 57.983 pontos. O índice operou perto da estabilidade pela manhã e ganhou força à tarde.

O mercado aguarda uma pesquisa de intenção de votos para presidente, realizada pelo Ibope, que deve ser divulgada hoje à noite.

As bolsas europeias voltaram a subir depois de dias fechando em baixa. O otimismo voltou com os balanços corporativos fortes e sinais de cooperação entre a Rússia e outros países para investigar a queda de um avião de passageiros malaio na Ucrânia na semana passada.

Veja os principais destaques de hoje.

Tudo certo

Os papéis da PDG Realty fecharam o dia em alta de 3,36%. A companhia informou esta semana que foi excluída do Cadastro de Empregadores do Ministério do Trabalho e do Emprego (MTE). A famosa “lista suja” relaciona empresas acusadas de manter empregados em condições semelhante à de trabalho escravo.

 

Venda do banco

O Goldman Sachs adquiriu uma fatia de 2,27% no Banco Espírito Santo (BES). O BES afirmou que o Goldman adquiriu a fatia no banco em 15 de junho, acrescentando que o fundo de hedge D. E. Shaw assumiu uma participação de 2,7% na instituição em 14 de junho.

Empréstimo bilionário 

As elétricas foram destaques de alta nesta terça-feira. A Eletropaulo fechou em alta de 4,17% e a Cemig, de 1,43%. Hoje, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) confirmou que o governo está negociando valor de 6,5 bilhões de reais para novo empréstimo para cobrir os gastos extras das distribuidoras com compra de eletricidade no mercado de curto prazo.

Ser Educacional

Os papéis da Ser Educacional registravam ganhos de 3,73%. Ontem, a companhia anunciou a compra de 100% das cotas do Centro Educacional e Desportivo Fase, mantenedora da Faculdade Santa Emília (Fase), localizada na cidade de Olinda, em Pernambuco. O valor total pago foi de 9,7 milhões de reais.

Doce lucro

A Coca-Cola superou as expectativas no segundo trimestre, puxado por um aumento do seu volume de vendas. Entre abril e junho, o grupo registrou um lucro líquido de 2,6 bilhões de dólares, uma queda de 3,02% em relação ao mesmo período do ano passado. O lucro por ação – referência para os investidores dos EUA – chegou aos 64 centavos, 1 centavo a mais que a previsão média dos analistas.

Queda brusca

Os papéis da MMX fecharam em queda de 6,21%. O mercado continua repercutindo a notícia de que Eike Batista tenta salvar a companhia. Um dos mais prováveis desenhos da operação de salvamento da empresa é a venda isolada da subsidiária MMX Sudeste. Na operação, a MMX S.A, que tem 59,3% das ações nas mãos de Eike, seria transformada em uma holding de participações.