Os fatos que agitaram o mercado nesta quinta-feira

Ibovespa fechou em alta de 0,19% nesta quinta-feira, aos 58.992 pontos

São Paulo – O Ibovespa fechou em alta de 0,19% nesta quinta-feira aos 58.992 pontos. O índice perdeu força após uma sequência expressiva de ganhos devido ao novo cenário político. No acumulado da semana, os ganhos do Ibovespa somam 3,5%.

Na Europa, as ações fecharam em alta após números de crescimento acima do esperado do setor privado da Alemanha, o que tranquilizou os investidores sobre as perspectivas da maior economia europeia.

O índice FTSEurofirst 300, que reúne os principais papéis do continente, fechou em alta de 0,67%, aos 1.355 pontos, atingindo um nível não visto desde o fim de julho.

Recorde

Os papéis ordinários da Marfrig registraram ganhos de 3,8% no pregão de hoje. A companhia anunciou que atingiu marcas históricas de abate de gado e de exportações de cortes em julho. No período, a empresa abateu mais de 250 mil cabeças de gado em julho, um crescimento de dois dígitos em relação à média mensal do último semestre,

Crise

A empresa de mineração de Eike Batista continua em queda na Bolsa. Hoje, os papéis registraram perdas de 3%. A MMX informou que já demitiu desde janeiro cerca de 200 funcionários, disse nesta quinta-feira o presidente do Sindicato Metabase de Brumadinho, Agostinho José de Sales.

Multa histórica

O Bank of America anunciou nesta quinta-feira a conclusão do acordo com o Departamento de Justiça dos Estados Unidos para encerrar investigações sobre títulos hipotecários que o banco vendeu pouco antes da crise financeira. O banco vai pagar 16,65 bilhões de dólares, a maior multa já paga por um banco americano.

No próximo trimestre

Um relatório divulgado pelo Credit Suisse estima que o faturamento da Ambev deverá diminuir, após um segundo trimestre ameno e uma rentabilidade menor na Argentina. Com isso, o Credit classificou como “neutra” a recomendação às ações e cortou o preço-alvo de 18 reais para 17,50 reais. Ambev encerrou o dia em queda de 0,4%.