OPA da Aguassanta por Costa Pinto pode chegar a R$346 mi

O preço ofertado será de 4,30 reais por ação preferencial, segundo fato relevante

Rio de Janeiro – A Aguassanta Participações anunciou que vai realizar oferta pública para aquisição de ações da Costa Pinto S.A em circulação no mercado, visando cancelar o registro de companhia aberta da empresa do segmento de bioenergia, cujo controle indireto inclui o empresário Rubens Ometto, da Cosan.

O preço ofertado será de 4,30 reais por ação preferencial, segundo fato relevante.

Considerando o total de 68,8 milhões de ações em circulação, representativas de 35,3 por cento do capital total da Costa Pinto, a OPA pode chegar a 296 milhões de reais.

O pagamento pelas ações da Costa Pinto será feito em cinco parcelas anuais, sendo a primeira no valor equivalente a 0,92 real por ação e as demais no valor de 0,8450 real por ação, e haverá atualização pela variação da taxa Selic.

No entanto, a Aguassanta pretende propor opção de pagamento que corresponde a um preço de 5,04 reais por ação, com pagamento em cinco parcelas, sendo a primeira de 0,92 real por ação e as quatro seguintes de 1,03 real por ação, embora sobre o valor dessas parcelas “não incidirão quaisquer correções, atualizações ou acréscimos de qualquer natureza”.


Caso essa opção seja decidida pelos acionistas e não tenha oposição pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o valor da OPA pode atingir 346,9 milhões de reais.

Em ambos os casos, o vencimento da primeira parcela será na data da liquidação financeira da OPA e o das quatro seguintes, no mesmo dia do ano seguinte.

“Acionistas da Costa Pinto representando 94,87 por cento das ações em circulação se comprometeram, através de instrumentos particulares firmados pela Aguassanta nesta data, a alienar as ações de sua propriedade na OPA”, disse a empresa.

De acordo com a página da Costa Pinto na Internet, Ometto e a Aguassanta Participações são controladores indiretos da usina. O controlador direto consta como Pedro Ometto Administração e Participação.