OGX vira o jogo na renda fixa e lidera valorização no exterior

Os custos de captação da companhia controlada por Eike Batista estão caindo depois que a empresa fez descobertas e acelerou o programa de perfurações

Nova Yor e Rio de Janeiro – A OGX Petróleo & Gás Participações SA, controlada pelo bilionário Eike Batista, virou o jogo no mercado de renda fixa. Seus papéis acumulam a maior valorização entre as emissões de empresas brasileiras no exterior desde que a OGX pagou uma taxa maior do que o planejado em sua primeira captação há menos de dois meses.

A taxa dos títulos da captação de US$ 2,56 bilhões da OGX, com vencimento em 2019, caiu 61 pontos-base para 7,89 por cento desde que os papéis foram vendidos em 26 de maio. É a maior queda de taxa entre emissoras brasileiras, excluindo bancos, segundo dados compilados pela Bloomberg. O rendimento médio de títulos de petrolíferas internacionais, como a ConocoPhillips e a Cnooc Ltd., caiu quatro pontos, ou 0,04 ponto percentual, no período para 4,02 por cento, segundo o Bank of America Corp.

Os custos de captação da OGX estão caindo depois que a empresa fez descobertas e acelerou o programa de perfurações, reduzindo o receio de que o início da produção poderia ser adiado pela terceira vez.

“Quando mais incertezas forem eliminadas, melhor para os papéis. E eles têm conseguido fazer isso”, disse George Strickland, que administra US$ 10 bilhões em ativos de renda fixa como director da Thornburg Investment Management, em entrevista por telefone de Santa Fé, nos Estados Unidos.

Eike Batista fundou a OGX em 2007 e abriu o capital da companhia um ano depois. A empresa foi a primeira petrolífera privada brasileira a levantar recursos em uma oferta de ações para iniciar a exploração.

O OGX, que teve que pagar 100 pontos-base a mais do que esperava em sua captação em maio, pretende iniciar a produção em outubro. A companhia disse que deve declarar a comercialidade do campo Waikiki mais cedo do que o esperado.


Títulos da Conoco

Os bônus da OGX rendem 435 pontos-base a mais do que os títulos do governo brasileiro com vencimento em 2019, cujo rendimento está em 3,54 por cento. Em 24 de junho, esse prêmio era de 485 pontos, segundo dados da Bloomberg. A taxa dos títulos da Conoco, Terceira maior petrolífera dos EUA, caiu 18 pontos-base desde 26 de maio, para 3,4 por cento. Títulos em dólares da Cnooc, maior produtora de petróleo da China por valor de Mercado, rendem 4,25 por cento, uma queda de 20 pontos-base no mesmo periodo.

A empresa, sediada no Rio de Janeiro, disse em 1 de julho que intensificaria “o processo de delimitação das várias descobertas” na Bacia de Santos, depois que fez uma descoberta na área. A OGX tem a meta de produzir 730.000 barris por dia em 2015 e 1,38 milhões de barris por dia em 2019, segundo seu website.

‘Evento marcante’

“Vemos o início da produção como um evento marcante para a empresa, que continuará a demonstrar sua capacidade de concretizar o plano de negócios e consequentemente de impactar a percepção do mercado”, disse a OGX em respostas enviadas por e- mail. “O historico do investimento tem sido bem recebido por detentores de títulos, o que, somado à forte demanda na oferta, levou ao desempenho positivo.”

A OGX disse em 9 de maio que adiaria o início da produção de agosto para outubro. A empresa, apresentou em abril um aumento abaixo do previsto para sua estimativa de recursos de petróleo e gás, com reservas potenciais de 10,8 bilhões de barris.

A companhia disse em 20 de junho que deve declarar a comercialidade do campo Waikiki após um poço de teste ter confirmado um potencial de produção de 40.000 barris por dia. A empresa não forneceu um prazo para isso. A OGX investirá US$ 5,1 bilhões nos próximos três anos para desenvolver suas descobertas de petróleo e gás natural.

Sem histórico

Os títulos da OGX apresentam bom desempenho porque os papéis saíram “muito baratos” na emissão e não porque investidores estão mais confiantes no cronograma de produção de petróleo, disse Bevan Rosenbloom, estrategista de crédito do Citigroup Inc. em Nova York.

“É difícil fazer uma captação para uma empresa de produção e exploração júnior, que não tem nenhum histórico ou balanço para ser comentado”, disse Rosenbloom em entrevista por telephone.

Eike, a oitava pessoa mais rica do mundo segundo a revista Forbes, acessou o Mercado de dívida depois de levantar cerca de US$ 7,3 bilhões em emissões de ações nos últimos cinco anos para financiar investimentos nos setores de energia, mineração e transporte. Ele abriu o capital de cinco de suas empresas desde 2006.

Para Strickland, da Thornburg, os títulos da OGX vão continuar subindo se o cronograma de produção da empresa for mantido.

“Tanto os investidores de renda fixa e renda variável estão observando como isso vai se desenvolver”, disse Strickland. “Não vi nada que alterasse a situação, mas houve notícias positivas que levaram ao desempenho melhor dos títulos.”