Obama diz que protestos em NY foram construtivos

Washington – O presidente americano Barack Obama classificou os protestos na cidade de Nova York em resposta à morte por estrangulamento de um homem negro em Staten Island por um policial branco como “construtivos” e “pacíficos”.

Obama afirmou que está em contato com o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, depois das manifestações motivadas pela decisão de um gran jury de não condenar o policial pela morte de Eric Garner, que aconteceu em julho. “Eu o cumprimentei pelas palavras de ontem e pela forma como os nova-iorquinos se envolveram em protestos pacíficos e construtivos”, afirmou Obama sobre um telefonema a Blasio.

Protestos tomaram conta das ruas de Nova York, Washington e outras cidades pedindo mais transparência e responsabilidade da polícia e relações melhores com os cidadãos. Obama admitiu que “muitos americanos sentem uma profunda injustiça quando se trata da lacuna entre os nossos ideias e como as leis são aplicadas no cotidiano”.

O presidente reiterou a importância de construir confiança entre a comunidade e a polícia e evitou comentar os detalhes da morte de Garner.

Ele afirmou que a questão tem de ser discutida para “garantir que as pessoas tenham confiança de que a polícia e os policiais e promotores de justiça estão servindo a todos de forma igualitária”.

De acordo com o presidente, o foco deve ser em um objetivo comum.

“No coração do ideal americano está esse sentido que estamos juntos nisso, que ninguém terá sucesso garantido, mas que todo mundo tenha acesso às possibilidades de sucesso”, acrescentou.

Obama discursou em um evento sobre educação em Washington.

Fonte: Dow Jones Newswires.