O pacote tributário de Paulo Guedes e tudo para ler antes de a Bolsa abrir

Leia as principais notícias desta quarta-feira (19) para começar o dia bem informado

São Paulo – Leia as principais notícias desta quarta-feira (19) para começar o dia bem informado:

As quentes do dia

Banco Central deve manter juros em 6,5%. Dúvidas ficam para 2019. Previsão para a inflação deste ano é de 4,1%; problema, na visão de alguns economistas, pode começar a partir do ano que vem.

Na eleição de Roraima, o que importa mesmo é a Venezuela. Candidatos ao governo de Roraima debatem sobre a entrada de imigrantes venezuelanos pelas fronteiras. 

Assessor econômico de Bolsonaro quer recriar imposto nos moldes da CPMF. Segundo coluna da Mônica Bergamo, Paulo Guedes defende alíquota de 20% sobre a renda de pessoas físicas e jurídicas.

Maior preocupação dos eleitores, a saúde entrará na pauta eleitoral? Citado por 23% do eleitorado, saúde é o principal problema do país, de acordo levantamento do Datafolha.

Construção de corvetas atrai estrangeiros. Nove consórcios de companhias europeias e asiáticas disputam a encomenda. Investimentos previstos são de de US$ 1,6 bilhão em oito anos.

A Argentina segue a marcha rumo à recessão. Segundo analistas, país deve terminar o ano em recessão de 1,2%, numa queda brusca frente ao 2017, quando avançou 2,7%.

Política e mundo

Bolsonaro lidera e Haddad sobe 11 pontos percentuais, diz Ibope. Os dois líderes estão empatados na simulação de segundo turno, segundo pesquisa divulgada nesta terça-feira (18) no Jornal Nacional.

Governo prevê renúncia tributária de R$306,4 bi em 2019. Valor cobriria 10 anos de Bolsa Família – o equivalente a 4,12 por cento do Produto Interno Bruto (PIB).

Por 4 a 0, 2ª Turma do STF absolve Renan da acusação de peculato. Renan era suspeito inicialmente de receber propina da construtora Mendes Júnior, que pagaria as despesas pessoais da jornalista Mônica Veloso.

Após reunião com Centrão, Alckmin decide retomar críticas a Bolsonaro. Os dirigentes dos partidos da coligação que apoiam Alckmin temem que Bolsonaro possa vencer no 1.° turno ou ir para o 2.° com Fernando Haddad.

Enquanto você desligou…

SeaWorld terá que pagar US$ 4 mi por ocultar prejuízos com documentário. As ações da empresa despencaram causando “prejuízos significativos” aos investidores após documentário “Black Fish”, que mostra como tratam as orcas.

 

Agenda

Nesta quarta-feira, será divulgada a decisão sobre as taxas de juros (Selic). Nos Estados Unidos, as licenças de construção, as construções de novas casas (mensal) e os estoques de petróleo bruto e em cushing. Na Zona do Euro, o discurso do presidente do Banco Central Europeu.