NY perde fôlego e afeta Bovespa, dólar opera estável

Renda fixa foi guiada pelo relatório Focus, que reduziu otimismo quanto à economia brasileira

São Paulo – A Bovespa tinha leve alta nesta segunda-feira, enquanto o dólar operava quase estável e os juros futuros recuavam, com investidores apostando num ciclo de aperto monetário mais curto.

No mercado de renda fixa, a bússola era o relatório Focus, que pela manhã mostrou redução na estimativa de economistas para a Selic no final deste ano, de 12,50 para 12,25 por cento.

No segmento de câmbio, o mercado monitorava a possibilidade de o governo anunciar medidas para conter a queda do dólar.

Nesta sessão, o BC anunciou um leilão de swap cambial reverso, operação que não era realizada desde fevereiro.

No exterior, o real perdia força. O euro se recuperava após baixas recentes e subia acima de 1,41 dólar. A divisa era amparada por comentários do presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, de que a inflação na zona do euro está firmemente acima da meta. A leitura do mercado é de que o BCE pode elevar o juro no curto prazo.

No mercado acionário, o índice europeu FTSEurofirst 300 fechou com leve alta, na mesma tendência dos índices de Nova York.

No plano corporativo, o presidente da JBS Wesley Batista disse que países emergentes como o Brasil encontraram na última década um espaço importante para crescer no mercado externo com suas exportações de carnes, em entrevista durante o Reuters Latin American Investment Summit.

Mas um concorrente de peso, os Estados Unidos, tenderá a ganhar competitividade internacional no setor nos próximos anos em função de um dólar desvalorizado frente a outras moedas.