No dia em que festeja 50 anos, Um Investimentos tem falência decretada

Segundo o BC, corretora se encontrava em "grave situação patrimonial" e estava envolvida em violações legais

No mesmo dia em que comemora 50 anos, a corretora Um Investimentos teve sua liquidação extrajudicial decretada pelo Banco Central. Em ato assinado nesta sexta-feira (20) pelo presidente Roberto Campos Neto, o órgão determinou a indisponibilidade dos bens de seus controladores e administradores.

Segundo o BC, a liquidação foi motivada pela “a grave situação patrimonial, as graves violações às normas legais que disciplinam a atividade da instituição, bem como a existência de prejuízos que sujeitam a risco anormal os seus credores”.

A corretora enviou convites para uma festa comemorando cinco décadas de existência. O evento está marcado para as 21h desta sexta, mesmo dia da liquidação, no Via Rio.

Fundada com o nome de Umuarama S.A. Corretora de Títulos e Valores Mobiliários em 1969, a corretora com sede no Rio de Janeiro adotou o atual nome em 2008. Em 2015, transferiu sua carteira para a XP Investimentos. A Um Investimentos é controlada por Fernando Opitz e pelas empresas de participações FDJ Empreendimentos, Investplus Empreendimentos e Umuarama.

Procurada, a corretora não atendeu ao contato da redação.

Leia abaixo a íntegra do comunicado do BC:

“O Presidente do Banco Central do Brasil, no uso das atribuições que lhe confere o art. 12, inciso XV, alínea “a”, do Regimento Interno, anexo à Portaria nº 84.287, de 27 de fevereiro de 2015, com fundamento nos arts. 15, inciso I, alíneas “a”, “b” e “c”, e § 2º, 16 e 52, da Lei nº 6.024, de 13 de março de 1974, Considerando a grave situação patrimonial, as graves violações às normas legais que disciplinam a atividade da instituição, bem como a existência de prejuízos que sujeitam a risco anormal os seus credores, conforme consta no PE 154288, R E S O L V E :

Art. 1º  Fica decretada a liquidação extrajudicial da Um Investimentos S/A Corretora de Títulos e Valores Mobiliários, CNPJ 33.968.066/0001-29, com sede na cidade do Rio de Janeiro (RJ).

Art. 2º  Fica nomeado liquidante, com amplos poderes de administração e liquidação, Eduardo Felix Bianchini, carteira de identidade 5436983-6 – SSP/SP e CPF 096.514.621-91.

Art. 3º  Fica indicado, como termo legal da liquidação extrajudicial, o dia 22 de julho de 2019.”