Nikkei registra maior queda em três semanas

A Bolsa de Tóquio foi pressionada pela valorização do iene

Tóquio – A Bolsa de Tóquio encerrou o pregão com as maiores perdas em três semanas, pressionada pela valorização do iene e por investidores embolsando os ganhos após uma forte sequência de alta. Operadores afirmaram que alguma atividade de venda pode estar relacionada ao vencimento de contratos futuros e de opções na sexta-feira.

O índice Nikkei encerrou o dia em baixa de 0,85%, aos 14.994,80 pontos, após acumular ganhos de 7,7% desde 22 de maio. Essa foi a maior queda desde 16 de maio. No momento do fechamento, o dólar era negociado a 102,26 ienes, de 102,53 ienes no mesmo horário de segunda-feira.

Grandes investidores, como fundos de hedge, que são ativos no mercado de derivativos, costumam tentar forçar o mercado à vista para baixo antes do vencimento de contratos futuros e de opções para comprar os próximos contratos a um preço mais baixo, lembrou um diretor de negociação de ações em uma corretora europeia.

Mas, para Naoki Fujiwara, gestor de fundos na Shinkin Asset Management, é difícil dizer que o movimento ocorreu por conta do vencimento, já que a realização de lucros é saudável após uma longa série de altas.

O estrategista de ações da CLSA, Nicholas Smith, ressaltou que os dados econômicos também mostram claramente que a temida retração após o aumento de imposto de abril não se materializou, como mostram números de capex (investimento em bens de capital) e do índice dos gerentes de compras (PMI). “A economia global está se recuperando e o Japão está barato”, disse.

As ações de maior peso no índice se destacaram em baixa, embora o volume total negociado tenha sido baixo. As da Fast Retailing desvalorizaram 1,6% e as do SoftBank caíram 1,9%. Fonte: Dow Jones Newswires.