Multiplus: ação na OPA para cancelamento de registro fica a R$ 26,84

O preço da OPA segue acima da faixa indicada no laudo de avaliação, elaborado pelo Credit Suisse, de R$ 15,99 por ação

São Paulo – Está disponível o edital da oferta de aquisição de ações (OPA) para cancelamento de registro e saída do segmento Novo Mercado da Multiplus, lançada pela controladora Latam. O documento se segue à concessão de registro pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) da oferta, inicialmente anunciada em setembro, e informa que o leilão ocorrerá em 1º de abril, ao preço de R$ 27,22 por ação.

Conforme o edital, o preço é de R$ 26,84, após ajustes por pagamento de dividendos (de R$ 0,36 por ação) e juros sobre capital (R$ 0,02 por ação). Ainda assim, o preço da OPA segue acima da faixa indicada no laudo de avaliação, elaborado pelo Credit Suisse, pela metodologia de fluxo de dividendos descontados, de R$ 15,99 por ação.

Portanto, “no julgamento do Ofertante, conforme previsto no artigo 16, inciso I da Instrução CVM 361, o Preço da OPA é justo, pois o preço por ação é superior ao piso da faixa do preço por ação da companhia indicado pelo avaliador no laudo de avaliação”, como consta no edital.

A Latam pretende comprar até a totalidade das ações em circulação, 44.030.136, que são representativas de 27,14% do capital da Multiplus, e 26.552 de titularidade dos administradores, de modo que a OPA pode atingir R$ 1,18 bilhão.

A realização da OPA foi anunciada pela Latam, controladora da Multiplus, em setembro do ano passado. Por causa da perda de market share do programa de fidelidade, o grupo aéreo decidiu não renovar ou estender seu acordo operacional com a Multiplus após o fim de 2024 e propôs a aquisição total das ações ordinárias da empresa, a fim de deslistá-la do Novo Mercado e cancelar seu registro na B3 para administrar internamente o programa.