MRV Engenharia recua com vendas menores no trimestre

As ações da empresa operavam em baixa de 4,8 por cento, a R$ 13,00, às 14:53, a maior queda intradiária desde 10 de abril

Londres – A MRV Engenharia & Participações SA, terceira maior construtora residencial do País por receita, teve a maior queda em uma semana com a redução nas vendas do primeiro trimestre.

As ações da empresa operavam em baixa de 4,8 %, a R$ 13,00, às 14:53, a maior queda intradiária desde 10 de abril. Era o pior desempenho entre os membros do índice da BM&FBovespa que acompanha o setor imobiliário.

As vendas contratadas da MRV caíram 2 % no primeiro trimestre na comparação anual, para R$ 815 milhões, de acordo com dados preliminares divulgados em comunicado ontem pela empresa. Os lançamentos tiveram uma retração de 38 %, para R$ 644 milhões no período, segundo o comunicado.

Os dados “mais fracos do que o esperado” da construtora foram “atribuídos principalmente ao foco da empresa na venda de grandes projetos, que tendem a apresentar um desempenho de vendas mais fraco”, escreveram os analistas David Lawant, Enrico Trotta e Vivian Salomon, do Banco Itau BBA SA, em relatório com data de ontem. Eles mantiveram a recomendação equivalente a compra para as ações.
A MRV acumula alta de 22 % este ano, o oitavo melhor desempenho entre as ações do índice imobiliário da BM&FBovespa, que subiu 15 % no mesmo período.