Morgan Stanley recomenda compra de ações no Brasil

Instituição prevê aumento de 25% nos lucros das empresas brasileiras

O banco de investimento Morgan Stanley elevou nesta sexta-feira (18/7) sua recomendação para as ações brasileiras de “na média do mercado” para “acima da média”. Em relatório, a instituição prevê um aumento de 25% nos lucros das companhias brasileiras, segundo informações da agência de notícias Bloomberg.

Os bancos, apesar de serem considerados os maiores beneficiados pelo grau de investimento obtido pelo país no último dia 30 de abril, estão com suas ações abaixo do patamar anterior ao recebimento do título. Desde o grau de investimento, as units (UBBR11) do Unibanco recuaram 17,80%, enquanto as ações de Bradesco (BBDC4), Banco do Brasil (BBAS3) e Itaú (ITAU4) caíram 11,86%, 13,75% e 11,47%, respectivamente.

A divulgação do relatório impulsionou os negócios com os papéis na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) nesta sexta-feira. As ações do Bradesco ocuparam a primeira posição no ranking das maiores valorizações do Ibovespa, finalizando o dia cotadas a 34,67 reais – uma alta de 3,49%. Na segunda posição ficaram as units do Unibanco, que subiram 3,09%, para 20,99 reais, seguidas pelos papéis do Itaú, com valorização de 3,07%, a 34,59 reais.

Desde o pico pós-grau de investimento, registrado no dia 20 de maio, quando o Ibovespa chegou aos 73.516, o indicador já recuou 18,4%.