Morgan Stanley é multado por “esquentar” IPO do Facebook

Banco terá que pagar multa de US$ 5 milhões por sua participação na oferta pública incial da rede social este ano

São Paulo – O regulador do mercado de capitais do Estado americano de Massachussets multou o banco Morgan Stanley em US$ 5 milhões por sua participação na oferta pública inicial (IPO na sigla em inglês) do Facebook este ano. Segundo o “The Wall Street Journal”, as autoridades do Estado consideraram que o banco exerceu uma “influência imprópria” sobre os analistas que cobrem o papel.

O Morgan Stanley foi o líder da oferta do Facebook e, segundo um representante do regulador oficial, teria tentado influenciar de maneira imprópria os analistas fornecendo aos profissionais informações não contidas no prospecto da oferta, numa clara violação do Acordo Global dos Analistas de Valores. O banco, segundo as autoridades, teria adotado práticas desonestas e antiéticas e falhado na supervisão de seus funcionários no IPO do Facebook.

O papel foi vendido em 18 de maio, na oferta pública, por US$ 38,00, mas, logo em seguida, começaram a circular notícias de que a empresa não estaria tendo sucesso em vender espaço publicitário em sua rede, o que fez o papel começar a despencar, até atingir US$ 19,00. Surgiram então acusações de que os pequenos investidores não teriam tido acesso a informações que os grandes clientes tiveram.